NOV/DEZ 2021 – Edição 238 Ano 34 - VER EDIÇÃO COMPLETA

Shoppings contribuem com hemocentros e bancos de sangue

7 de dezembro de 2021 | por Solange Bassaneze | Fotos: Divulgação
Cada vez mais presente nos malls, os postos de coleta são essenciais para ajudar quem precisa e disseminar a importância da cultura solidária 

Doe sangue e salve vidas. Essa mensagem é recorrente o ano todo, mas, durante a pandemia, ganhou mais força, especialmente em regiões em que os estoques dos bancos de sangue estavam em níveis muito baixos. Muitos shoppings se envolvem com essa causa há anos, cedendo espaço para a montagem de postos de coleta. Outros empreendimentos se engajaram na crise sanitária. Nos próximos meses, sempre há uma queda nas doações com a proximidade das férias, datas comemorativas de fim de ano e carnaval, tanto que, em 25 de novembro, se comemora o Dia Nacional do Doador de Sangue e são feitas diversas campanhas na última semana do mês. Por isso, cada doação é bem-vinda a qualquer momento, pois sempre existe alguém precisando desse gesto solidário. Segundo o Ministério da Saúde, uma doação de sangue pode salvar até quatro vidas. 

Juntos pela mesma causa

Campanha de doação de sangue Hemoce RioMarFortaleza  - Revista Shopping Centers
Posto de coleta do Hemoce no RioMar Fortaleza

O Centro de Hematologia e Hemoterapia do Ceará (Hemoce) tem parceria com vários shoppings de Fortaleza e região metropolitana e, todos meses, monta um posto de coleta em algum empreendimento. E isso já acontece há aproximadamente três anos. “A decisão é sempre baseada na disponibilidade de alguma loja e na programação prévia do Hemoce com outros parceiros. Geralmente, os postos nos shoppings têm uma boa adesão do público, tanto de doadores antigos do Hemoce quanto de novos doadores”, explica Denise Brunetta, diretora de hemoterapia do Hemoce. 

Em meados de novembro, a advogada Edylene Gomes de Mattos foi ao RioMar Fortaleza fazer compras e nem sabia que tinha um posto de coleta de sangue do Hemoce. Resolveu esclarecer algumas dúvidas porque queria se cadastrar como doadora de medula óssea. Como tem 51 anos, não pôde, já que a idade limite passou a ser de 35 anos para novos candidatos, segundo a Portaria n°685, editada pelo Ministério da Saúde em junho de 2021. Também se certificou se poderia, então, doar sangue já que tem diversas tatuagens e hipertensão, o que não foram impeditivos já que sua última tatuagem tinha sido feita há mais de um ano e o medicamento que utiliza para o controle da pressão é permitido. Então, fez uma pausa para fazer sua doação. “Fiquei muito feliz em saber que está salvando até quatro vidas. O Hemoce é muito longe e com muito trânsito, difícil de estacionar, então, as pessoas não vão até lá. No shopping, tem comodidade e toda a facilidade. O atendimento dos funcionários foi maravilhoso. Quando vi que estava no shopping, quis doar”, conta. Após seu gesto solidário, ela continuou seu passeio pelo mall. 

Edylene Campanha de doação de sangue Hemoce RioMarFortaleza  - Revista Shopping Centers
A advogada Edylene Gomes de Mattos voltou a doar sangue depois de muitos anos no posto do Hemoce, montado no RioMar Fortaleza

Os doadores como Edylene fazem com que aproximadamente 500 unidades de saúde do estado do Ceará recebam sangue do Hemoce para realização de transfusões que permitem o cuidado dos pacientes clínicos e cirúrgicos. “Isso é o reflexo de uma população consciente que entende a doação de sangue voluntária e altruísta como um ato de cidadania e de responsabilidade social. Como fomos um dos estados do Brasil que menos sofreram, pudemos ajudar outros estados que tiveram dificuldades maiores na manutenção de seus estoques”, diz Denise. Durante a crise sanitária, houve uma diminuição de apenas 8% das doações na hemorrede do estado do Ceará e, ao mesmo tempo, uma leve redução da demanda de sangue pelos hospitais, provavelmente, reflexo da queda das cirurgias.

Denise Brunetta Hemoce - Revista Shopping Centers
Denise Brunetta, diretora de hemoterapia do Hemoce

A parceria entre o Hemoce e os shoppings do Grupo JCPM em Fortaleza, RioMar Fortaleza e RioMar Kennedy, já completou seis anos. “A iniciativa possibilitou, ao longo desse tempo, o recebimento de 7.765 mil doações nas ações realizadas nos shoppings. Os postos do Hemoce aproximam o acesso das pessoas à causa da doação de sangue e do cadastro de medula óssea, além de dar maior comodidade à população que circula nos empreendimentos”, detalha Gian Franco, superintendente do RioMar Fortaleza. 

Em 2020, assim que foi possível a reabertura, os dois shoppings contaram com unidades temporárias do Hemoce. A cada passagem, a instituição sempre ressalta os bons resultados alcançados e, na mais recente ação, não poderia ser diferente. “No RioMar Fortaleza, o Hemoce recebeu 958 doações de sangue (de 6 de setembro a 8 de novembro), bem como já alcançou 468 cadastros de medula óssea”, conta o superintendente. O posto ficou no RioMar Fortaleza até 30 de novembro, o que elevou ainda mais esse número.

Luciana Carlos Hemoce - Revista Shopping Centers
Luciana Carlos, diretora-geral do Hemoce

A diretora-geral do Hemoce, Luciana Carlos, ressalta o quanto a doação de sangue voluntária e altruístra é essencial para a manutenção do atendimento dos pacientes com várias doenças agudas e crônicas. “O entendimento que devemos doar sem olhar a quem é a base para uma doação segura. O Hemoce e a população do estado do Ceará tem um motivo muito forte para agradecer a todos os shoppings que participam dessa constante parceria pela vida. São ações como essas que conseguem demonstrar concretamente a importância da solidariedade para a construção de uma sociedade melhor e mais forte. Essas instituições têm muito de que se orgulhar e podem ser reconhecidas como exemplo de responsabilidade social e cidadania”, ressalta. 

Segundo Franco, o compromisso social e a interlocução com órgãos públicos, instituições e causas sociais permeiam a atuação do Grupo JCPM, que dialoga frequentemente com diversas frentes, recebendo, acolhendo e investindo em ações e iniciativas em prol do social como a doação de sangue, uma causa de extrema relevância e necessária. 

E o mais importante: esse gesto salva mais de uma vida. “Cada doação dá origem a três hemocomponentes, uma hemácia, uma fração de plaquetas e uma unidade de plasma, que pode ser transformada em uma unidade de crioprecipitado. A depender do paciente, podemos ter um mesmo doador ajudando várias vidas, já que crianças, por exemplo, recebem menores volumes de transfusão e uma mesma bolsa pode ser utilizada para várias crianças”, elucida Denise. 

Para somar

Silvia Cioletti Grupo H. Hemo - Revista Shopping Centers
Silvia Cioletti, diretora Regional Sudeste do Grupo H. Hemo

O Banco de Sangue Paulista, pertencente ao Grupo H. Hemo, tem mais de 20 shoppings parceiros na Grande São Paulo. De janeiro a novembro, foram 55 ações realizadas, contando com a participação de 3.840 doadores. “A adesão do público tem sido satisfatória. Fazemos amplo trabalho de divulgação, especialmente em nossas redes sociais, além de comunicação realizada no interior dos shoppings de São Paulo, contando ainda com apoio do projeto Amorsedoa, parceiro do Grupo H. Hemo. O Banco de Sangue Paulista, que atende mais de 80 hospitais e clínicas na região metropolitana de São Paulo, também utiliza seu banco de dados para informar e convidar doadores cadastrados que residam nas proximidades dos shoppings definidos”, explica Silvia Cioletti, diretora Regional Sudeste do Grupo H. Hemo.

Campanha de doação de sangue Amor Se Doa Shopping Metrô Tucuruvi  - Revista Shopping Centers
O primeiro posto de coleta do Shopping Metrô Tucuruvi 

O Shopping Metrô Tucuruvi é um deles e fez sua primeira campanha em setembro de 2021. “Analisando o momento pandêmico, vimos a necessidade de abastecer os hemocentros e trouxemos essa pauta para a comunidade. Para 2022, já temos três ações agendadas com o Amorsedoa, mas a ideia é termos quatro por ano, já que muitas pessoas doam sangue a cada três meses”, conta Caroline Alves, gerente de marketing do Metrô Tucuruvi. O intervalo de doação para os homens é a cada 2 meses, sendo que podem fazer, no máximo, quatro por ano. As mulheres só podem doar a cada três meses, sendo, no máximo, três doações por ano. 

Caroline Alves Shopping Metrô Tucuruvi - Revista Shopping Centers
Caroline Alves, gerente de marketing do Shopping Metrô Tucuruvi 

Foram cerca de 100 doações em dois dias na primeira campanha do Shopping Metrô Tucuruvi, um dos empreendimentos da Saphyr, companhia que estimula essa iniciativa há algum tempo. Na Grande São Paulo, a relação com o projeto Amorsedoa começou no Shopping Granja Vianna, depois foi para o SuperShopping Osasco e recentemente chegou ao mall do Metrô Tucuruvi. “O shopping é um equipamento social, que serve a uma comunidade, então, é importante olharmos para essas ações com carinho e abrir as portas. Além do ato de doar, podemos informar e conscientizar as pessoas sobre esse tema. No shopping, os clientes encontram ainda comodidade, segurança, estacionamento e acesso fácil a várias operações, fazendo com que o visitante faça a doação de sangue com muita tranquilidade”, afirrma Caroline. 

Apesar de todas as complicações com a pandemia, o Grupo H.Hemo conseguiu atender 100% da demanda, devido à rede unificada e ao sistema logístico eficiente em todo o país. “Esse diferencial foi um facilitador que possibilitou a transferência de bolsas de sangue de forma rápida e efetiva entre os centros coletadores do grupo em todas as regiões do Brasil”, relembra Silvia. 

Com a maior flexibilização a partir de julho, houve aumento de demanda ao Grupo H. Hemo por conta do retorno de procedimentos hospitalares. “Mesmo assim estamos cobrindo os atendimentos necessários por conta de ações extras que estimulam as doações como as que realizamos em parceria com shoppings”, diz Silvia.

Posto de doação de sangue Santana Parque Shopping - Revista Shopping Centers
Posto de coleta do Santana Parque Shopping
Rodrigo Rufino Santana Shopping Parque - Revista Shopping Centers
Rodrigo Rufino, gerente de marketing do Santana Parque Shopping

Na Aliansce Sonae, muitos shoppings também abraçaram essa causa. No Santana Parque Shopping, a iniciativa entrou na agenda em 2020 e é feita em parceria com o Hemocentro São Lucas. “Os bancos de sangue de São Paulo já estavam utilizando os estoques reserva e isso era realmente preocupante para nós. Com o posto, conseguimos ajudar e incentivar os visitantes. Somando o ano passado e julho de 2021, tivemos 199 doadores, o equivalente a 796 vidas salvas. É uma ação que não pode parar. É gratificante ver como nossos clientes colaboram com a causa e, da mesma maneira, perceber que temos a capacidade de ajudar diversas pessoas”, afirma Rodrigo Rufino, gerente de marketing do Santana Parque Shopping.

O Shopping Grande Rio firmou parceria com a Clínica de Hemoterapia Hum em 2021 e realizou duas ações. A adesão do público ficou acima do esperado e pretendem repetir em 2022. “Mais que um equipamento comercial, somos um veículo de informação relevante para a sociedade. Acreditamos na realização de campanhas que, de alguma forma, impactem ou mobilizem a comunidade de forma positiva. A doação de sangue leva informação e mais conhecimento para o nosso consumidor e conscientiza a população sobre a importância do tema e a necessidade de participar, consequentemente, acabamos criando uma sinergia e maior empatia com nosso público”, diz Felipe Coutinho, superintendente do Shopping Grande Rio.

Posto de doação de sangue Shopping Grande Rio  - Revista Shopping Centers
O Shopping Grande Rio pretende continuar com essa agenda em 2022

O Via Parque Shopping realizou a primeira edição da campanha de doação de sangue em 2021, após firmar uma parceria com o Hemorio.”Conquistamos uma média de 65 a 85 candidatos por dia. Agora, esperamos superar esse número, devido ao aumento da circulação da população por conta do avanço da vacina. Como estamos presentes na rotina diária das pessoas, facilita a participação, já que o doador não precisará se deslocar até hospitais ou hemocentros com rotas muito diferentes dos habituais. Para o shopping, é a oportunidade de participar de causas importantes e motivar o nosso público a se engajar. É ainda um compromisso com a sociedade. Por isso, vamos continuar”, sinaliza Rodrigo Machado, superintendente do Via Parque Shopping. 

Fábio Naves, superintendente do Recreio Shopping, também analisa que essas ações estimulam a prática da doação de sangue regular e contribuem para manter os estoques dos bancos de sangue da cidade em dia. “Esse compromisso social é uma premissa da Aliansce Sonae e está em nosso DNA. A companhia sempre traz em suas ações esse olhar de cuidado com o próximo, com o entorno e com o meio ambiente.” Em novembro foi a primeira a ação do Recreio Shopping, realizada em parceria com a Clínica de Hemoterapia, desde quando a Aliansce Sonae se tornou a administradora em 2019. “A partir de agora, pretendemos investir em campanhas que conscientizam o público sobre a importância de doar sangue, oferecendo aos clientes todo conforto e praticidade”, promete Naves. Enfim, essa parceria precisa continuar e crescer cada vez mais. 

Campanha de doação de sangue Via Parque Shopping  - Revista Shopping Centers
A ação do Via Parque Shopping ocorreu em setembro
  • GOSTOU? COMPARTILHE: