JAN/FEV 2020 - Edição 227 Ano 33 - VER EDIÇÃO COMPLETA

Mr. Cheney apresenta um mundo de possibilidades e sabores

6 de fevereiro de 2020 | por Gabriel Mayer
Modelo de franquia é sucesso no Brasil e tornou os shoppings os locais de destino preferido dos apreciadores da famosa receita norte-americana

Ir ao shopping nos dias de hoje é, literalmente, uma experiência, que, muitas vezes, é aprimorada por um dos sentidos mais primitivos do ser humano: o olfato. 

Capaz de reativar lembranças e transportar as pessoas para outro tempo e espaço, o cheiro também provoca atração, afeta o humor, ativa o paladar e até desperta a vontade de comer. No mundo dos negócios, gera lucro e rentabilidade. 

Essa fórmula é muito conhecida e utilizada entre as ações de marketing sensorial. Ela foi um dos fatores que levaram a marca Mr. Cheney, famosa por produzir a receita tradicional do cookie norte-americano, para dentro dos shopping centers. 

Início 

Desde a primeira unidade inaugurada em 2005, em São Paulo, a marca hoje celebra um total de 76 em todas as regiões do Brasil – sendo 68 nos malls.

“O Mr. Cheney já nasceu com o propósito de oferecer uma experiência ao cliente. Está em nosso DNA gerar memória e emoções para nossos consumidores. Quando ele entra no shopping e sente o cheiro dos nossos produtos, acaba comprando e se conectando com a marca”, explica Lindolfo Paiva, fundador da marca no Brasil.

Resistir ao cheirinho de uma fornada recém-assada de cookie parece mesmo uma missão quase impossível. Para se ter uma ideia, no total, a marca vende 8 mil cookies todos os dias. 

Números que impressionam 

Assim como o produto carro-chefe da rede, o faturamento também é doce. De 2018 para 2019, as vendas cresceram cerca de 8%, chegando a R$ 48 milhões, com expectativa de chegar em R$ 55 milhões neste ano. 

Com o sucesso das vendas, os fundadores sentiram a necessidade de ampliar a estrutura e o processo de produção. Para atender a este mercado em crescimento, a rede investiu quase R$ 3 milhões em uma nova fábrica, em 2014, que atende todo o Brasil, com 400 m² de área construída e capacidade de expansão para até 700 m². 

Desenvolvendo o padrão 

Passaram-se quase oito anos após a abertura da primeira unidade para a rede Mr. Cheney inaugurar o modelo de loja utilizado até os dias de hoje. 




“Ficamos muito preocupados em ter um negócio bem estruturado desde o início das operações. Fizemos vários pilotos, pensamos em diferentes modelos de logística, distribuição, preparo, armazenamento etc. Sabíamos que precisávamos ter um padrão bem forte e desenvolvido para atender aos nossos consumidores”, Lindolfo Paiva.

Para chegar no formato atual, a marca também se dedicou a entender o comportamento do brasileiro. “Foram vários anos conversando com os consumidores e ajustando nossos processos durante este período”, comenta o fundador.

Além de diversificar o mix, com novas opções para os clientes, eles apostaram em constantes inovações. “Tropicalizamos, testamos novas receitas e trazemos diferentes tendências e novidades que as pessoas querem experimentar”, complementa. 

Queridinho dos shoppings

Nesse ritmo, não demorou muito para a marca migrar para dentro dos shoppings, acompanhando uma tendência que se viu com mais frequência nos últimos anos. Ter, em um único espaço, comodidade, serviços, lazer e entretenimento, além de um ambiente seguro para milhares de visitantes mensais, atraiu a atenção dos franqueados. 

“Mais do que tudo isso, entendemos que estar no shopping é muito benéfico, porque conseguimos pensar em um modelo de negócio mais estruturado. Temos acesso a diversos números e estatísticas, é possível estar próximo de outras marcas e lojistas. Isso permite que façamos um plano mais assertivo com relação aos nossos resultados. Para este ano, nosso objetivo é abrir de 12 a 15 novas operações em malls.”

Inovações sempre

Enganam-se aqueles que pensam que para vender cookies não é preciso inovar. Todos os anos, a marca Mr. Cheney prepara lançamentos exclusivos para os clientes, que vão além das opções dos produtos americanos. 

Isso é resultado do esforço de uma equipe interna de inovação, que testa diferentes receitas e traz referências, do Brasil e outros locais do mundo, para dentro da companhia. 

Produtos diversificados

“Para o Natal, por exemplo, lançamos um Panetone Red Velvet com pedaços de cookie, em uma lata temática para a época do ano. Também já fizemos adaptações, como cookie de paçoca, de churros e até de pão de mel, que vendemos na época da Páscoa”, explica Paiva. 

Para aqueles que estão querendo perder uns quilinhos ou têm restrições alimentares, há opções low carb e opções diet. Paiva também conta que, em breve, a rede terá novidades em salgados, como os sanduíches. “Estamos trabalhando cada vez mais para personalizar nossos produtos e oferecer essa experiência completa aos clientes. Somos uma empresa muito versátil nesse aspecto”, completa.

Experiência positiva 

Uma coisa é fato: a convergência dos mundos online e off-line já é uma realidade no Brasil. Por isso, a Mr. Cheney também estuda novas possibilidades de estar em ainda mais contato com os consumidores. 

“Isso, na verdade, é uma das prioridades da empresa. Queremos estar disponíveis em todos os canais onde o cliente nos procurar”, afirma o fundador da marca.

Para isso, a empresa tem investido em redes de delivery, com resultados já bastante expressivos. “Fechamos algumas parcerias para que nosso cliente tenha acesso a nossos produtos de outras formas e isso tem mostrado caminhos possíveis para os franqueados”, diz. 

Paiva conta que, em algumas unidades, o delivery representa 30% do total das vendas. Por isso, investirá mais nessa plataforma e espera crescer mais nesse segmento. 

De cara nova

Mesmo tendo conservado o design das lojas que remetem àquelas encontradas nos Estados Unidos, recentemente a empresa fez alguns estudos para ajustar a arquitetura. O resultado foi um ambiente ainda mais aconchegante e moderno. 

“Estamos fazendo uma revolução em nosso projeto arquitetônico. Tiramos aquele modelo norte-americano, que é um pouco mais frio e prático, e tornamos nossos ambientes mais confortáveis, quentes e agradáveis”, comenta. Além das mudanças arquitetônicas, a marca ainda prevê, por exemplo, a renovação de utensílios e novas embalagens para os produtos.

“O foco é que o cliente perceba nossa preocupação em oferecer o que há de melhor para eles em produtos e experiências, seja na hora de comer ou presentear alguém.”

As novas lojas estão sendo inauguradas nesse novo conceito e as mais antigas ainda têm um período para se adaptar ao novo formato. Mas a mudança tem valido a pena. Em alguns casos, há um aumento das vendas na ordem de 20% a 30% nas unidades redesenhadas.  

Próximos passos

Para os próximos anos, a expectativa é positiva e os empresários veem espaço para crescer ainda mais. “Estamos animados com a melhora da economia e a maturidade do varejo. Queremos nos qualificar ainda mais para ajudar os shoppings a oferecerem experiências e momentos marcantes aos consumidores. Esse é nosso foco”, conclui o fundador.

Franquia Mr. Cheney
  • Investimento total (com taxa de franquia incluída): R$ 250 mil a R$ 280 mil
  • Capital de giro: R$ 10 mil
  • Taxa de franquia: R$ 43 mil
  • Taxa de royalties: 5% sobre o faturamento bruto
  • Metragem média das unidades: de 20 a 35 m²
  • Número mínimo de funcionários: 5
  • Faturamento médio mensal: R$ 45 mil 
  • Lucratividade: entre 12% e 15%
  • Prazo de contrato: 5 anos
  • Contato: www.mrcheney.com.br

  • GOSTOU? COMPARTILHE: