NOV/DEZ 2020
Edição 232 – Ano 33

"Durante esse período, a Abrasce trabalhou incansavelmente para diminuir os impactos da crise e auxiliar todo o setor no processo de adequação ao novo cenário mundial."

GLAUCO HUMAI
PRESIDENTE

DESTAQUES_DO SETOR

DEFESA DO SETOR_

REFORMA
TRIBUTÁRIA

Como as propostas podem impactar o setor

A reforma tributária segue em discussão no Congresso e as três propostas apresentadas geram impactos diretos em alguns setores, como o de shopping centers. De modo geral, os textos, analisados pela Câmara dos Deputados e pelo Senado, propõem simplificar a arrecadação de impostos, unificando vários tributos. Dessa forma, a carga tributária recebida pelo governo federal, em teoria, seria mantida. O que mudaria seria a forma de arrecadação, que passaria a ser sobre o consumo e não sobre a produção, assim como a redistribuição dos recursos arrecadados. Porém, a contribuição de diversos setores importantes da economia, inclusive o de setor de shopping centers teria aumento, o que pode impactar toda a cadeia.

leia mais +

CAPA_SHOPPING CENTERS E CONSUMIDORES

A RELEVÂNCIA
DOS SHOPPINGS NA
SOCIEDADE

Conheça os sentimentos e percepções do
consumidor e como esse vínculo emocional
tem sido essencial para a retomada

leia mais +

CONVIVÊNCIA
& CONVENIÊNCIA

Saudade é uma das palavras que definem 2020 e mais resumem o que as pessoas sentiram. Saudade de abraçar, beijar, encontrar familiares e amigos, de festejar, sair, viajar, ir ao cinema, bater perna por aí... A lista é extensa. Na pesquisa Shopping centers e consumidores: sentimentos e percepções do presente e do futuro, encomendada pela Abrasce à Fronte Pesquisa, também ficou nítida a saudade que as pessoas tiveram de frequentar o mall enquanto estiveram fechados. Afinal, o brasileiro gosta de estar nesse ambiente – os 577 empreendimentos do país receberam mais de 502 milhões de visitantes por mês no ano passado.

Esses espaços foram ganhando cada vez mais relevância ao longo de mais de 50 anos e passaram a fazer parte da vida em sociedade. Os shoppings têm uma grande capacidade de adaptação e, hoje, fazem parte da rotina dos brasileiros, seja para comprar, lazer ou serviços.

leia mais +

De acordo com Glauco Humai, presidente da Abrasce, o varejo é dinâmico e um dos pilares da entidade é promover conhecimento e descobrir tendências.

A VOLTA DO PÚBLICO

Com o fim do pico da crise, aos poucos, o consumidor volta a frequentar o mall. Realizada entre 10 e 21 de setembro, cerca de um mês após a reabertura de todos os shoppings brasileiros, a pesquisa trouxe um dado interessante: 60% dos entrevistados já tinham retornado pelo menos uma vez ao mall. “Os que ainda não tinham ido era por conta do medo da doença e de sair às ruas”, relata Juliana Piai, sócia-diretora da Fronte Pesquisa.

"Nossa intenção com a pesquisa foi trazer uma atualização da relação dos consumidores com os empreendimentos, descobrindo como eles se encaixam nos sentimentos das pessoas"

GLAUCO HUMAI
PRESIDENTE DA ABRASCE

GESTÃO E OPERAÇÃO_

DE VOLTA ÀS TELONAS

Na tela, dramas, suspenses, romances, aventuras ou comédias. Não há limites para a imaginação de quem faz cinema! Do outro, o público que se emociona, chora, ri... É extraordinária a experiência imersiva que o cinema proporciona. A sala escura com poltronas confortáveis com telona e som digital é o palco de muitas histórias.

Afinal, quem não se lembra quando foi ao cinema pela primeira vez ou daquele encontro especial? Basta perguntar para qualquer pessoa e, logo, vem uma recordação.

E agora, depois de tanto tempo fechados, os cinemas estão retomando suas atividades de forma gradual e segura, para continuar fazendo parte da vida e da memória afetiva das pessoas. Inclusive, já é possível matar a saudade de ver alguns clássicos na telona.

leia mais +

Para que a retomada acontecesse de forma segura, a indústria se uniu e criou movimento #juntospelocinema logo no início da crise. Mais de 200 distribuidores, exibidores, fornecedores e produtoras se juntaram para que pudessem estar alinhados e prontos para receber o público na reabertura com a máxima segurança. Seguindo um protocolo rígido, as salas seguem com a capacidade limitada e uma série de outras medidas foram implementadas.

A retomada ainda é gradual e lenta, mas a expectativa é de melhoria nos próximos meses, pois os lançamentos dos blockbusters ficaram para 2021. Isso faz parte da estratégia global das distribuidoras que precisam que a situação se normalize em todo mundo e dependem ainda da reabertura de alguns dos principais mercados da indústria cinematográfica dos Estados Unidos.

EMPREENDEDOR_

GRUPO TACLA SHOPPING
AMPLIARÁ PORTFÓLIO NOS
PRÓXIMOS TRÊS ANOS

O diretor Aníbal Tacla fala sobre os investimentos da companhia, traz um balanço de 2020 e está otimista para o próximo ano

Com de mais de 80 anos de história, o Grupo Tacla Shopping é uma das maiores companhias de shopping centers do país. Apesar de 2020 ter sido bem difícil, a empresa deu continuidade às obras de três novos greenfields. Com isso, terá 11 empreendimentos em seu portfólio, distribuídos nos estados do Paraná, Santa Catarina e São Paulo.

O diretor do Grupo Tacla Shopping, Aníbal Tacla, conta sobre a importância desses investimentos e o quanto devem movimentar as regiões em que estão localizados. O Palladium Umuarama é um marco de sustentabilidade do setor e será inaugurado já em 2021. Aliás, a expectativa é de otimismo para os próximos meses. Desde o início da pandemia, o Grupo Tacla também se empenhou em ajudar os lojistas e manter os empregos, o que só comprova que a forma como conduzem os negócios é um exemplo a ser seguido.

leia mais +

OUTLETS_

RETOMADA ACIMA DAS EXPECTATIVAS
NOS OUTLETS BRASILEIROS

O segmento de outlets ganha cada vez mais relevância no país. Com a pandemia, assim como os shopping centers, os empreendimentos tiveram que permanecer fechados durante um período. Mas, retomaram as atividades paulatinamente, conforme os decretos estaduais e municipais. Em um momento de recuperação da economia, se tornam pontos importantes de consumo já que oferecem descontos de até 80% durante todo o ano.

Desempenho na retomada

Segundo Aline Righi, gerente de marketing do Porto Belo Outlet Premium, desde a reabertura em maio, os números de performance de vendas e fluxo vêm crescendo e batendo em dois dígitos os resultados de 2019. “A partir de julho, as procuras comerciais também aceleraram. Com as restrições no mercado brasileiro, as indústrias identificaram que nosso empreendimento é um canal de vendas interessante para ‘escoar’ esse estoque parado. Dessa forma, chegamos em novembro com uma vacância bem pequena”, relata.

O panorama é parecido no I Fashion Outlet Novo Hamburgo e no I Fashion Outlet Santa Catarina. Ambos já têm um movimento significativo e uma evolução muito positiva, estando bem próximo dos números obtidos antes da pandemia. “Em momentos de crise, as pessoas se contêm, tentam poupar mais, o que é positivo para o segmento de outlets.

Estudamos diversos exemplos de retomada do varejo em outros lugares do mundo, investimos em tecnologia e estamos fazendo tudo de maneira gradual e organizada.

Hoje, se sabe mais sobre a doença e estamos percebendo uma nova dinâmica para o dia a dia”, aponta Charles Krell, vice-presidente de operações da Iguatemi Empresa de Shopping Centers.

leia mais +

TODOS_ARTIGOS DESTA EDIÇÃO
TOPO